Harry Potter: uma exposição que lança o feitiço da leitura

Harry Potter The Exhibition já não é novidade. Mas é um motor excelente para ajudar a cultivar o gosto da leitura nos mais novos. Até dia 8 de abril, agarre na sua vassoura, desculpe, carro, e veja perceber o que é que a magia pode fazer.

A exposição do Harry Potter já não é novidade. O que é realmente mágico é que tem o poder, sem qualquer feitiço ou encantamento, de levar as crianças a lerem (e não só a verem os filmes). Pronto. Talvez saiam de lá e vão ver os filmes todos de enfiada. Um fim-de-semana de televisão. Contudo, após esta maratona algo se manifesta. E esse interesse poderá ser canalizado para diferentes coisas: comprar uma varinha, fazer uma varinha de um ramo de árvore, ir no carro a treinar todos os feitiços de que se lembra – o que implica morrer de vez enquando – ou comprar um livro. A nossa recomendação é que comece pelo primeiro, A Pedra Filosofal, e parta daí. Para os leitores menos interessados ou que foram imunes à magia da exposição, nada como se mostrar igualmente entusiasmo e fazerem uma leitura em conjunto.

Como começar
A exposição Harry Potter The Exhibition está patente até dia 8 de abril. Se lhe pedirem para ir mais do que uma vez aceda. Depois de visualizarem as personagens, será mais fácil iniciar a leitura. Afinal, depois da exposição já todos se conhecem. E, caso queiram ver os filmes antes de lerem os livros, não estranhe. As crianças não se ralam por já saberem como tudo acaba. Não é essa parte que os desmotiva a ler.

Outra hipótese é também optar por livros maiores. Com ilustrações e que ofereçam a ilusão de uma leitura mais curta e fácil. A edição limitada da editora Presença dos primeiros quatro livros da saga promete tudo isto. Estas edições de capa dura, com 100 incríveis ilustrações, da autoria do inglês Jim Kay, vencedor da Kate Greenway Medal, são presentes lindos para os fãs do Harry Potter e algo que promete prender a atenção até do leitor menos atento (sem recorrer a feitiços, claro).